sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Pacto de Sangue...


Barbara Stanwyck
(Atriz de cinema norte-americana)
16-7-1907, Brooklyn, New York, EUA
20-1-1990

Aos 13 anos,Ruby Stevens (Barbara) deixou a escola e passou a se sustentar como empacotadora de uma Loja de Departamentos e, em seguida, como funcionária de uma Companhia Telefônica.  No ano seguinte, quando já trabalhava como datilógrafa para a Remick Music Company, um dos gerentes conseguiu um emprego para ela no Strand Roof Nightclub, onde o produtor Earl Lindsay a ensinou a dançar como corista. 
Aos 15 anos, conseguiu uma pequena ponta no "Ziegfeld Follies", de 1922.  Apresentada ao produtor e diretor Willard Mack, foi por este contratada como corista para seu novo musical.  Em 1927, conseguiu um pequeno papel, como dançarina, no filme mudo, "Broadway Nights".  Assim, nascia Barbara Stanwyck.

Em 1928, casou-se com o comediante Frank Fay, indo morar em Hollywood.  Depois de seis meses fazendo testes, sem sucesso, Barbara finalmente conseguiu ser contratada para o filme de George Fitzmaurice, "The Locked Door", de 1929.  Começava, assim, uma carreira bem-sucedida como atriz de cinema e televisão.  Em cerca de 60 anos, atuou em mais de 70 filmes, além de ter participado de várias séries e shows para a TV.

Atriz versátil, recebeu 4 indicações ao Oscar de Melhor Atriz, não vencendo em nenhuma delas: Por "Stella Dallas, Mãe Redentora", de 1937, perdeu a estatueta para Luise Rainer, por sua atuação em "Terra dos Deuses";  por "Bola de Fogo", de  1941, perdeu para Joan Fontaine, por sua atuação no filme de Hitchcock, "Suspeita";  por "Pacto de Sangue", de 1944, perdeu para Ingrid Bergman, por sua atuação em "À Meia Luz";  e por "Uma Vida por um Fio", de 1948, perdeu para Jane Wyman, por sua atuação em "Belinda".  Em 1982, entretanto, a Academia Cinematográfica de Hollywood lhe conferiu um Prêmio Honorífico por sua reconhecida contribuição à arte do cinema.

Além de ter sido casada com Frank Fay, de quem se divorciou em dezembro de 1935, Barbara Stanwyck casou-se ainda com Robert Taylor, em 13/05/1939, de quem veio a se divorciar em 21/02/1951.

Um comentário:

  1. Euripedes Ribeiro de Sousa30 de janeiro de 2011 03:50

    Ainda estou querendo e imaginando como irás enxergar o rosto e o íntimo de Ann Sheridan. Euripedes

    ResponderExcluir