sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O Fio da Navalha

Anne Baxter
Artista norte-americana nascida em Michigan, consagrada por sua participação em A Malvada (All About Eve), onde fazia o papel de Eve, a rival inocente de Bette Davis. O filme ganhou o Oscar de melhor produção em 1950. Sua participação em O Fio da Navalha (The Razor's Edge), valeu-lhe o Oscar de melhor atriz coadjuvante em 1946. Tendo iniciado na carreira artística aos 13 anos, frequentou a Escola Dramática de Theodore Ervine, passou dos palcos para as telas em 1940 e, cinco anos depois, casava-se com John Kodiak. Com ele teve a filha Katrina, tendo se divorciado sete anos depois. 
Em 1959, Baxter surpreendia Hollywood ao deixar a vida artística para se casar com Randolph Galt, um australiano criador de gados. Viveu por quatro anos num rancho cujo vizinho mais próximo morava a 15 km. Suportou essa vida por quatro anos, perdeu um filho e teve dois outros, Melissa e Maginel. Seu terceiro casamento aconteceu em 1977 com o banqueiro David Klee, que morreu pouco tempo depois. 
Conhecida em Hollywood como uma mulher de gosto refinado, aos 16 anos Anne poderia ter interpretado Rebecca, a Mulher Inesquecível se David Selznick não a tivesse preterido por Joan Fontaine. No teste, foi dirigida por Alfred Hitchcock, com quem trabalharia mais tarde em "Eu Confesso". Em 1940, a atriz assinou contrato com a 20th Century-Fox e estreou nas telas em "Tropa de Vinte Mulas". Seguiram-se "Sorte do Irlandês" e "Soberba", este ao lado de Orson Welles.
 
Em 1963, Anne Baxter apresentou-se no show de Jerry Lewis pela televisão americana e, em 1967, estrelou A Caçada (Stranger on the Run), ao lado de Henry Fonda, um faroeste para TV. Seu último trabalho foi na minissérie Hotel, pela Rede ABC, em 1985. Anne escreveu sua biografia, Intermédio: Uma História Real.

Casou-se três vezes: em 1946, com o actor John Hodiak; em 1960, com Randolph Galt, com quem foi morar em uma fazenda na Australia e, em 1977, com o banqueiro David Klee, que a deixou viúva um ano depois do casamento.
Anne sofreu um derrame cerebral em plena Quinta Avenida, em Nova Iorque, foi levada ainda com vida para um hospital onde não resistiu.
A atriz faleceu aos 62 anos, em 12 de dezembro de 1985.

Fonte: IMDB Memorial da Fama

5 comentários:

  1. Olá, João, venha participar no meu blog de um despretensioso teste de conhecimentos cinematográficos. Começo com NICHOLAS RAY (Juventude Transviada). O vencedor leva DVDs clássicos.
    Abração,

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir
  2. Oi João! Ela era uma atriz e tanto. LIndas estas músicas!

    ResponderExcluir
  3. Oi João,
    obrigada pelo carinho
    volte sempre no Vintage
    beijo GRANDE

    ResponderExcluir
  4. Caro João de Deus Neto, seu blogue sempre fantástico. Mais uma página sensacional. Abraço de Porto - Portugal.

    ResponderExcluir
  5. José Miranda Filho12 de agosto de 2011 10:54

    Eita, João, que álbum espetacular (música e caricatura)! Deu-me até saudade do meu.

    ResponderExcluir