terça-feira, 11 de outubro de 2011

Um Bonde Chamado Desejo...

(clique e amplie)

O ator americano Karl Malden, ganhador de um Oscar de melhor ator coadjuvante por sua atuação em Um Bonde Chamado Desejo (1951), morreu aos 97 anos. O artista, que integrou o elenco de Golpe de Mestre 2 e A Conquista do Oeste, concorreu a um segundo Oscar por seu papel em Sindicato de Ladrões (1954). Nesse filme, assim como em Um Bonde Chamado Desejo, Malden contracenou com Marlon Brando.

Lembrado por seu rosto de traços duros e pelo particular formato de seu nariz, foi eleito, em 1988, presidente da Academia de Hollywood, cargo que ocupou durante cinco anos.
Malden, protagonista também da popular série de televisão dos anos 70 São Francisco Urgente, em que atuava ao lado de Michael Douglas, ficou ainda mais famoso nos Estados Unidos ao fazer uma campanha publicitária para a American Express.
O ator foi o principal defensor da entrega do Oscar honorário ao diretor Elia Kazan pelo conjunto da obra em 1999 , recordado por delatar companheiros durante a chamada "caça às bruxas" dos anos 50. Sempre olhei seu trabalho, não sua ideologia política", declarou então.
De origem sérvia, nasceu em 22 de março de 1912 em Chicago, Illinois. Antes de obter notoriedade como ator, trabalhou, na juventude, em uma indústria metalúrgica. Na segunda metade da década de 30 mudou-se para Nova York onde envolveu-se com grupos teatrais e assim iniciou a carreira artística nos palcos.
Malden estreou nos cinemas em 1940 no drama "Não cobiçarás a mulher alheia". Participou de aproximadamente 70 produções ao longo de uma carreira que durou 53 anos. Dentre os principais filmes de sua carreira estão "O beijo da morte" (1947), "O matador" (1950), "A tortura do silêncio" (1953), "Dá-me tua mão" (1953), "Sindicato de ladrões" (1954 - aonde recebeu a segunda indicação ao Oscar de melhor ator coadjuvante), "Pollyana" (1960), "A face oculta" (1961), "A conquista do Oeste" (1962), "O homem de Alcatraz" (1962), "Alguém morreu no meu lugar" (1964), "A mesa do diabo" (1965), "Nevada Smith" (1966), "Patton - Rebelde ou herói?" (1970), "Dramático reencontro no Poseidon" (1979), "Meteoro" (1979), "Golpe de mestre 2" (1983) e "Querem me enlouquecer" (1987). Co-dirigiu, com Delmer Daves, o faroeste "A árvore dos enforcados" (1959).
Casado há 71 anos com Mona Greenberg, Malden tinha dois filhos
Malden morreu de causas naturais, como garantiu sua filha Mila Doerner.
Fonte: Los Angeles Times

4 comentários:

  1. Gosto bastante dos filmes em que Karl Malden contracena com Marlon Brando. Dois grandes atores juntos só podia dar em "Um Bonde chamado Desejo" e "Sindicato de Ladrões".
    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Perfeito, João. Apesar que Malden, esse grande ator, já é naturalmente caricato... rs...

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir
  3. João de Deus "Netto"15 de outubro de 2011 05:15

    Nahud, é só um refri na mão de obra que é caricaturizar tanta mulher bonita.

    ResponderExcluir
  4. João, apareça lá no blog. O Falcão tá comemorando um ano de existência.
    Cumprimentos cinéfilos!

    O Falcão Maltês

    ResponderExcluir